Realizar manutenções periódicas de veículos da sua empresa é uma tarefa fundamental na gestão de frotas, até porque, ao desconsiderar esse serviço, podem ser gerados prejuízos e problemas quanto à produtividade.

 

É dever dos empreendedores garantir que as frotas trabalhem de forma adequada, sem gerar riscos aos motoristas e às cargas por eles transportadas. Portanto, é importante se atentar aos pequenos detalhes durante a manutenção de frotas.

 

A partir desse gerenciamento, é possível melhorar o planejamento com despesas, ampliar a performance dos veículos e obter um controle mais seguro sobre estoque de peças e outras demandas.

 

Quer saber mais sobre esse assunto? Descubra tudo sobre manutenção de frotas através da leitura do texto abaixo. Confira!

 

Tipos de manutenção de frotas

 

Há diferentes tipos de manutenção de frotas, a manutenção preventiva, preditiva e a corretiva, sendo que cada uma tem a sua importância e foco. Para um controle de frotas eficiente, é preciso não deixar nenhuma delas de fora.

 

Saiba os principais aspectos de cada tipo de manutenção:

 

Manutenção preventiva

 

Refere-se às ações planejadas e executadas antes do aparecimento de problemas nos veículos. É o tipo de manutenção que busca prevenir possíveis falhas, mantendo as frotas em boas condições de trabalho. Para isso, é feito um diagnóstico do estado dos equipamentos, e a partir disso, aplicar medidas que evitem acidentes e prejuízos aos veículos e, consequentemente, à empresa.

 

Tal tarefa evita futuras despesas que não estavam no planejamento, além de impedir que máquinas fiquem ociosas, o que pode custar caro. A forma mais adequada de instituir a manutenção preventiva é por meio de um calendário que indique as datas de conservação. Nesses dias, é importante que itens como estado de pneus, freios, baterias, suspensão e outras peças e recursos sejam avaliados. Ações como essa são benéficas para o controle de frotas e rastreamento veicular.

 

Manutenção preditiva

 

A manutenção preditiva é parecida com a anterior, ela também é realizada como forma de prevenir problemas, riscos e custos, no entanto, é feita através de equipamentos tecnológicos. Neste modelo de manutenção, o monitoramento das condições da frota é feito regularmente, o que costuma trazer resultados positivos para a empresa.

 

Para colocar em prática, é preciso investir em equipamentos como ultrassom, rastreadores veiculares, câmeras termográficas e outros tipos de tecnologias que ajudem os testes de vibração e inspeção visual. Apesar do custo mais elevado, por conta das ferramentas e do treinamento das equipes que irão atuar na manutenção, a longo prazo o trabalho costuma gerar economia para a empresa.

 

Manutenção corretiva

 

Por outro lado, a manutenção corretiva é executada quando as duas anteriores não são aplicadas ou quando houve mau desempenho. Por conta disso, esse tipo de manutenção pode significar gastos maiores e inesperados ao empreendedor, o que gera prejuízo ao negócio. Vale lembrar que o objetivo principal da manutenção é preservar a frota em relação à sua condição inicial, sendo que consertar máquinas e veículos é algo em segundo plano.

 

Normalmente, as despesas em situações como essa são maiores, sendo assim, a correção de problemas sem planejamento deve ser evitada, dando preferência aos modelos de manutenção preventiva e preditiva.

 

Pontos importantes na manutenção de frotas

 

Para além dos componentes mecânicos do veículo, a manutenção deve trabalhar em conjunto com outras medidas importantes, geralmente, implementadas com a gestão de frotas. O gestor deve se atentar sobre as rotas e estradas que os condutores utilizam diariamente, já que a condição de alguns trechos não é ideal, o que pode aumentar o custo de alguns trajetos, além de significar desgaste para a frota e risco para o condutor.

 

Monitorar o transporte de cargas e a localização de motoristas através de rastreador veicular pode ser uma opção. Investir em mão de obra qualificada também é algo a ser levado em conta, é importante prezar pela segurança de motoristas e por um gerenciamento eficiente, o que não ocorre em alguns casos, elevando os custos com as frotas.

 

Busque por empresas especializadas em serviços de manutenção, que fornecem dados precisos e atuam com peças de boa qualidade e procedência, caso contrário, a contratação poderá causar transtornos e prejuízos.

 

Conclusão

 

Empresas que se preocupam com a manutenção e gestão de frotas estão passos à frente no mercado. O rastreamento de veículos também é uma opção a ser considerada, a partir desse sistema é possível monitorar a localização das frotas e ainda avaliar condutas de motoristas.

 

Empreendedores devem prezar por manutenções periódicas, com planejamento e antecipação. Manutenções corretivas devem ser exceções, somente em casos em que não é possível prever problemas nos veículos. Com isso, as despesas são diminuídas, as frotas aumentam a produtividade e os condutores conseguem trabalhar com mais segurança.

 

Investir em soluções de telemática como a telemetria veicular agrega em todo o gerenciamento, a partir de informações mais precisas e um melhor controle proporcionado pela tecnologia.